Em Castelo do Piauí e Piracuruca pais reconhecem que precisam participar diretamente da educação dos filhos, depois de um ano de atividades programadas do Palavra de Criança

O sertanejo que vive no Piauí, em sua maioria, não teve a oportunidade de frequentar os bancos de uma escola. Foram muitas as dificuldades e preocupações que afastaram esses pais do acompanhamento escolar dos filhos. No entanto uma das etapas do programa Palavra de Criança, que oferece uma oportunidade de reverter o quadro através do ‘Família Aprendendo Junto’, mostrou em um ano de atividades no interior do Piauí que é possível potencializar a alfabetização das crianças com a participação dos responsáveis. A certeza veio em depoimentos de pais de crianças que chegaram recentemente à etapa final do Programa, nas cidades de Castelo do Piauí e Piracuruca.

Desde 2010 o Instituto ProBem em parceira com  o UNICEF vem levando ao interior do Piauí o programa ‘Palavra de Criança’ apostando no processo de alfabetização de crianças que cursam o 3° ano do ensino fundamental por ser a série onde os alunos têm de aprimorar a escrita e a leitura para garantir um bom andamento na vida escolar. Além de garantir junto com os professores o ensino da escrita e leitura no tempo correto, o projeto também tem como objetivo aproximar as famílias da vida escolar das crianças.

Equipe-ProBem-e-UNICEF

Equipe de educadores do Instituto ProBem e UNICEF, responsáveis pelo Palavra de Criança no Piauí

‘FAMÍLIA APRENDENDO JUNTO’

A interação entre escola e família desejada pelos realizadores do Palavra de Criança acontece no ‘Família Aprendendo Junto’, momento de sensibilização em que os pais se reúnem com a equipe pedagógica da escola para acompanhar o desempenho dos filhos em sala de aula. Através da exibição de vídeos e bate-papo, os pais e a equipe de professores, treinados a partir da equipe técnica do ProBem, buscam traçar os melhores caminhos para o êxito na vida escolar dos filhos.

COM A ‘PALAVRA’ AS FAMÍLIAS

Exemplo de mudança de vida em casa e na escola é a família Aquino. Maria de Nazaré e Antônio José Aquino sãos os pais zelosos de Daiane de Sousa Aquino Silva, 10 anos, estudante da localidade Satisfeito, zona rural de Piracuruca. O casal de agricultores reconhece a importância de incentivar os filhos no aprendizado. “Depois que começaram as reuniões nós ficamos mais próximos da escola de Daiane, moramos longe, mas não deixamos de ir às reuniões porque aprendemos que é importante acompanhar os estudos de nossa filha”, conta a mãe Maria de Nazaré. Escondida em um sorriso tímido Daiane afirma que é muito bom ir à escola. “É importante ir à escola e aprendera ler e a escrever”, disse.

Na expressão cansada de quem sol a sol busca o sustento da família Antônio José, o pai de Daiane, conta que enfrenta até mesmo chuva e sangria de riachos próximos à sua casa para a filha não faltar à escola. “No inverno, para Daiane não faltar à aula tenho que atravessar um riacho com ela no braço e levá-la de bicicleta até a parada do ônibus escolar. Esse esforço vale a pena, porque a maior riqueza que nós podemos deixar para ela é o estudo, para que ela tenha uma vida melhor que a nossa”, disse o pai emocionado.

Para Élcio Vieira de Sousa pai do Prefeito Mirim de Castelo do Piauí, Luís Felipe, de 10 anos, programas como o Palavra de Criança que atua também junto da família aumentam a freqüência escolar e estimulam o desenvolvimento dos alunos. “A hora de incentivar é agora, desde pequenos, para eles tomarem gosto pelo estudo. Eu tenho 29 anos e tenho muita dificuldade de escrever uma redação, ao contrário do Luís que adora escrever e faz isso com facilidade”, declara o pai satisfeito.

FOTO-ÉLCIO-VIEIRA-E-LUÍS-FELIPE

Castelo do Piauí-PI/ Élcio Vieira emociona-se com os resultados do filho, o Prefeito Mirim Luís Felipe, de 10 anos.

O INCENTIVO DOS MESTRES

Em Castelo do Piauí, a diretora da Unidade Escolar Ilda Cardoso, Rosa Maria, que há doze anos trabalha com educação reconhece como um avanço os resultados da integração da escola com a família. “A gente percebe que as famílias passam a acreditar mais no trabalho da escola”, conclui a educadora.

A professora Alexandra Tupinambá, de Piracuruca, uma das pessoas mais empolgada com as tarefas propostas pelo Palavra de Criança, reforça em palavras a importância do ‘Família Aprendendo Junto’. Ela acompanhou Daiane e a família durante um ano de projeto, afirma que a família Aquino é uma das mais dedicadas. “Em casa, os pais compreenderam a intenção do projeto e fizeram bem o dever de casa. Na escola, Daiane teve um desempenho positivo principalmente nas rodas de leitura em sala de aula, é a prova de que a família é peça fundamental no bom andamento da vida escolar das crianças. Todas essas crianças e famílias são vitoriosas, finaliza a Professora.

Por: Cristiane Ventura
Com a colaboração de Andressa Figueirêdo e Nayara Nadja

Fonte: Instituto ProBem/ | Fotos: Aureliano Muller | Edição: Basílio Soares